A lei do Dharma

A Lei do Dharma ( a partir do livro “A sete Leis Espirituais do Sucesso” de Deepak Chopra)

 “A sétima lei espiritual do sucesso é a lei do dharma. A palavra dharma vem do sânscrito e significa “propósito de vida”. Segundo a lei do dharma, assumimos uma forma física para cumprir um propósito de vida. O campo da potencialidade pura é divindade em essência. É o divino assumindo a forma humana para cumprir um propósito.”

De acordo com esta lei, tens um talento especial, só teu e uma maneira única de o expressar. Existe algo que consegues fazer melhor do que toda a gente. E para cada talento singular, na sua forma única de expressar, existem necessidades específicas. Quando essas necessidades  se combinam com a expressão criativa do teu talento, surge a centelha que cria a riqueza.

Este pensamento deveria ser ensinado às crianças. Deveria ser-lhes ensinado que há uma razão para  eles estarem aqui e cada um deveria ser incentivado a descobrir por si mesmo que razão é essa. Deveriam ser ensinadas a meditar com pouca idade. O objetivo das suas vidas não deveria ser tornarem-se um sucesso na escola, nem o de terem as melhores notas, ou o de freqüentarem as melhores faculdades, mas sim descobrirem o seu talento e servirem a humanidade, com esse talento único que ninguém mais tem.

E, cada um tem uma forma de expressar esse talento.

O resultado de irem para as melhores faculdades, de serem bem sucedidos e de se tornarem economicamente auto-suficientes aconteceria naturalmente, por estarem conscientes e concentrados no que vieram fazer aqui. É essa, lei do dharma.

A lei do dharma tem três componentes. O primeiro é o de que estamos aqui para encontrarmos o nosso verdadeiro Eu, para descobrirmos que o nosso verdadeiro Eu é espiritual, que somos essencialmente seres espirituais manifestados numa forma física. 

Somos seres espirituais que têm experiências humanas.

Estamos aqui para descobrir o nosso Eu superior ou espiritual. Essa é a primeira coisa que se cumpre na lei do dharma. Precisamos de descobrir por nós mesmos que temos no nosso interior um ser divino, pronto para expressar a sua divindade.

O segundo componente é o de que devemos expressar o nosso talento singular. A lei do dharma diz que todo o ser humano tem um talento único. Ou seja, tu tens um talento só teu. Ele é único na sua expressão e tão específico que ninguém tem um igual, nem forma parecida de o expressar. Isto significa que há uma coisa que és capaz de fazer e de uma forma melhor do que qualquer outra pessoa. Quando fazes essa coisa, perde a noção do tempo. E, quando expressas esse talento único – muita gente tem mais de um talento – penetras na consciência atemporal.

O terceiro componente é o de que devemos servir a humanidade. Para isso devemos fazer as seguintes perguntas: “Como posso ajudar ?”

Quando combinas a capacidade de expressar o seu talento único com os benefícios aos outros, está a usar da lei do dharma. Agindo assim, e somando a experiência da tua própria espiritualidade, o campo da potencialidade pura, não há forma de não teres acesso à abundância ilimitada, porque esta é a verdadeira forma de se obter abundância.

E, não se trata de abundância passageira. Ela é permanente por causa do teu talento único, da tua maneira específica de te expressares, dos benefícios e dedicação aos outros.

Esta descoberta faz-se perguntando: “Como posso ajudar ?”, em de “O que vou ganhar com isso ?”.

Ao mudares o teu diálogo interior – do “Que ganho com isso ?” para “Como posso ajudar ?” – automaticamente transcendes o ego e entras no domínio do espírito. Embora a meditação seja o melhor caminho para entrar no domínio do espírito, Ao mudares o teu diálogo interior para “Como posso ajudar ?” também darás acesso ao domínio da consciência onde experimentarás a tua universalidade.

Se quiseres usar plenamente a lei do dharma, terás de assumir e colocar en prática alguns compromissos.

O primeiro é procurar o teu Eu superior, que está além do ego. Isso consegues através de práticas espirituais como a meditação, por esemplo.

O segundo é o de descobrir talentos únicos em ti. E, ao encontrá-los, alegrares-te, porque o prazer acontece quando se entra na consciência atemporal. É quando estamos em estado de graça.

O terceiro compromisso é o de te perguntares como poderás melhor servir  e fazer a diferença na vida dos outros. Deves simplesmente fazer essa pergunta a ti mesmoa, esperar serenamente que a resposta surge do teu interior e depois colocá-la em prática.  

Pergunta a ti mesmo/aos como usar os teus talentos únicos para suprir as necessidades dos teus semelhantes e como combinar essas necessidades com o meu desejo de ajudar e servir aos outros”.

E depois senta-te e faz uma lista de repostas a essas duas questões.

Pergunta-te, se o dinheiro não fosse problema e se tivesses todo o tempo do mundo, o que farias. Se responderes que continuarias a fazer o que fazes hoje, já estás no teu dharma, porque tens paixão pelo que fazes e estás a manifestar os teus talentos. Em seguida, pergunta-te como podes a diferença na humanidade. Responde à pergunta e coloca em prática a resposta.

Descobre a tua divindade, encontra o teu talento único, usa-o para servir a humanidade e gerarás naturalmente toda a riqueza que quiseres. Quando a tua expressão criativa se combina com as necessidades dos teus semelhantes, a riqueza flui espontaneamente do não manifesto para o manifesto, do reino do espírito para o mundo da forma física. Passas a experimentar a tua vida como uma expressão milagrosa da divindade. Não só de vez em quando, mas a toda a hora. E vais conhecer a verdadeira alegria e o verdadeiro significado do sucesso – a consciência e a realização do teu próprio espírito.

“Todas as pessoas possuem uma finalidade na vida… ” para veres o resultado que a prática desta e das outras Leis Espirituais do sucesso (ver playlist) teve na minha mudança de vida, consulta este link e regista-te para mais informações: 

http://lml.isaguedes.com/blue?ad=blog_lei7

Se te identificas com a mudança de vida que construí para mim, também podes, tal como eu fiz, comprar aqui o teu próprio blog e dar início a um novo percurso da tua vida, cheio de novas possibilidades de crescimento e de oportunidades de fazer a diferença no mundo que rodeia.

E podes contar comigo, para apoiar todos os teus passos nesse novo caminho de auto realização. Fala comigo quando quiseres.

Um Abraço, Isabel Negrão

Os meus contactos:

Isabel Negrao
Tlm. 939455662
isaguedes63@gmail.com
Skype: reiki294

Os meus contactos

 

Author: Isabel Negrao

Mãe de família, Artista plástica, Professora, Blogger, Terapeuta. Adoro o que faço . Foco: desenvolvimento pessoal, autoconsciência, vida plena e abundante. Meus pontos fortes: conteúdo, comunicação. Paixão: ajudar pessoas a resolver problemas. Segue-me ou torna-te meu amigo no Facebook. (Thank you for reading my posts! If you would like to connect, reach out to me on Facebook).

One Reply to “A lei do Dharma”

Valorizamos os teus comentários

%d bloggers like this: