A Vida como espelho

A Vida como espelho

Tudo nas nossas vidas reflete o momento em que cada um de nós está no seu processo de desenvolvimento. Todos os acontecimentos, todas as pessoas da nossa vida refletem alguma coisa que tem a ver connosco, uma aprendizagem que temos de fazer, um sinal para prestarmos atenção a algo que nos vai fazer descobrir e tomar consciência de mais um aspecto de nós.

Muitas vezes estamos tão convictos das nossas crenças e estamos tão agarrados aos nossos padrões, medos e tabus, que não nos apercebemos desses sinais, estamos desatentos e deixamos passar os avisos. Continuamos agarrados à nossa inconsciência e estagnamos, não vemos as mudanças que precisamos de fazer nas nossas vidas.

Mesmo (e sobretudo) quando os acontecimentos são problemáticos, quando nos sentimos frustrados e tristes, quando estamos descontentes ou revoltados com factos ou pessoas da nossa vida, há ensinamentos por detrás de tudo isso, que, se os apreendermos, nos vão indicar o caminho para a mudança.

Sempre que temos um problema recorrente, repetitivo, crónico, isso significa que está a apontar para algo em nós que precisa de atenção, de ser curado e de que precisamos tomar consciência.

Para isso temos de estar atentos e de aceitar que a vida está sempre a tentar ensinar-nos exactamente aquilo que precisamos, no momento em que precisamos, ou seja, tudo acontece no momento certo e por uma determinada razão… nada acontece por acaso.

Pode ser difícil, por vezes, quando as experiências são desagradáveis ou dolorosas, aceitar que estão ali pelo seu potencial de cura e crescimento em direcção ao bem estar e à prosperidade. No entanto, se nos abrirmos a essa possibilidade, se nos focarmos no lado positivo de todas as coisas e procurarmos os ensinamentos que nos oferecem, a dádiva presente em cada uma dessas experiências ser-nos-á revelada.

Quando nos recusamos a aceitar o que a vida nos tenta ensinar, sentindo-nos vítimas de tudo e de todos e nos negamos a ver os múltiplos avisos de necessidade de atenção e de mudança, e não assumimos a nossa responsabilidade nessa mudança, esses avisos têm tendência a ser cada vez mais fortes. Na maioria das vezes, esses sinais já são fortes e violentos, porque não os ouvimos antes, não lhes prestámos atenção quando nos apareceram de forma mais suave.

Se te recusas a ouvir o mensageiro da vida quando ele te bate à porta, podes ter a certeza que, na próxima vez, ele vai dar murros na porta… e vai voltar quantas vezes forem precisas, cada vez mais “barulhento”, até que o oiças… resta esperar que tu não permitas que tenha de te arrombar a porta…

Olha para a tua vida como um espelho. Tudo o que te acontece, acontecimentos e pessoas, estão lá para te mostrar algo sobre ti. Se forem acontecimentos e pessoas que te desagradam, significa que algo tem de mudar.

E a mudança começa em ti.

Author: Isabel Negrao

Mãe de família, Artista plástica, Professora, Blogger, Terapeuta. Adoro o que faço . Foco: desenvolvimento pessoal, autoconsciência, vida plena e abundante. Meus pontos fortes: conteúdo, comunicação. Paixão: ajudar pessoas a resolver problemas. Segue-me ou torna-te meu amigo no Facebook. (Thank you for reading my posts! If you would like to connect, reach out to me on Facebook).

Valorizamos os teus comentários

%d bloggers like this: